top of page

O jogo e a estética do movimento

Capa quadrada em tom de marrom, amarelo e vermelho. Ao fundo, dois bailarinos, duas crianças sorrindo e uma pintura abstrata. No topo do lado esquerdo escrito em branco: "Coleção estética educação", "Jeferson José Moebus Retondar, Wecisley Ribeiro do Espírito Santo e Kleber Tüxen Carneiro". Título escrito em branco: "O jogo e a estética do movimento". Rodapé em branco o selo editorial Pimenta Cultural. Fim da descrição.

ISBN digital:

Publicação apenas impressa

ISBN impresso:

9786559397563

DOI:

Sem registro de DOI

Autores: Jeferson José Moebus Retondar, Wecisley Ribeiro do Espírito Santo e Kleber Tüxen Carneiro

A obra pretende suscitar as noções de jogo e estética do movimento, de modo a fomentar outras possibilidades de se (re)pensar a relação entre estética e movimento, na medida em que o “espírito lúdico” (o baluarte tanto do jogo quanto do esporte) evoca uma reconceptualização para o entendimento de estética, como uma experiência profundamente significativa para quem a realiza, conquanto não sendo traduzível em sua totalidade pela “razão” (na acepção kantiana), em virtude da condição inebriante, ou estado (subjetivo) de arrebatamento, no qual o sujeito se encontra enredado no ato criador. Em outras palavras, ao expor um vasto cabedal teórico cujos autores dispõem, a obra apresenta outro conceito de estética ancorado em duas perspectivas que, por sua vez, se interpenetram. Uma parte inicialmente da Filosofia tangenciada com a Antropologia filosófica e flertando sutilmente com alguns pressupostos da Psicanálise, a partir, por exemplo, da ideia de sujeito de desejo, de singularidade e da tensão entre os princípios do prazer e da realidade, enquanto a outra se vale do contexto da Antropologia social, a qual, dentre outras coisas, considera a vida social como um jogo fundamentado em critérios estéticos em face de homologias com a estrutura da vida social, com a efusividade dos rituais, com o transbordamento dos afetos e com a dialética de sua contenção e distensão no seio dos hábitos, dos costumes, dos valores, das crenças em vias de estruturar o lugar do subjetivo, do objetivável e do que está em permanente trânsito. Almeja-se por intermédio do livro, subsidiar epistemologicamente uma formação estética, consequentemente poder-se-ia aprimorar a organização e eficácia do trabalho pedagógico de educadores/as, nas diferentes áreas do conhecimento humano.

Sumário

 

Preâmbulo


Capítulo 1

A estética do jogo


Capítulo 2

Notas sobre o jogo


Capítulo 3

Apolo, Dioniso e Hermes no jogo


Capítulo 4

O impulso lúdico dionisíaco


Capítulo 5

Sensível-inteligível do movimentar-se: corpo e beleza


Capítulo 6

A estética do movimento no contexto da institucionalização do movimentar-se


Capítulo 7

“Arte” e movimento


Capítulo 8

Antropologia do esporte: a estética como liame entre jogo e vida social


Capítulo 9

Estruturas elementares do esporte


Capítulo 10

Uma teoria esportiva da antropologia


Capítulo 11

A mímesis como liame entre jogo e vida social


Capítulo 12

Escultura e esporte


Capítulo 13

Uma definição antropológica de estética?


Capítulo 14

Do lúdico à seriedade: o ocaso da estética


Considerações Finais


Referências


Sobre os autores


Índice Remissivo

eBook gratuito disponível nas plataformas

google.png
Google-Scholar.png
academia-edu-logo.png
openaire.png
Scribd_logo.png
skoob-logo 1.png
zenodo.png

Venda e distribuição nacional de livros impressos

logo-umlivro-g.png
amazon-logo_edited.png
americanas-logo_edited.png
novo-logo-casas-bahia-2-scaled.jpg
logo-estante-virtual_edited.png
extra-logo_edited.png
magalu-logo_edited.png
logomarca-mercado-livre_edited.png
novo-logo-ponto-frio-2021.jpg
shopee-logo_edited.png
shoptime-logo_edited.png
submarino-logo_edited.png
bottom of page