Tonalidade afetiva e compreensão de si segundo a analítica existencial de Martin Heidegger

Autora: Beatriz Acampora e Silva de Oliveira
Este livro trata da relação entre emoção e autoconhecimento na perspectiva da analítica existencial de Martin Heidegger desenvolvida em sua obra Ser e Tempo. A tonalidade afetiva e a compreensão de si consistem em um modo de apreendermos o que nós mesmos somos. A partir de uma análise existencial do ser investigase o modo mais originário de intencionalidade que abre a possibilidade da compreensão de si em seus modos próprio e impróprio de existir. 

eBook gratuito disponível nas plataformas

Venda e distribuição nacional de livros impressos