debaRtendo: desobediência, (r)existência e esperança para pronunciar o mundo

Organizadores: Clarissa Menezes Jordão, Leina Jucá, Luciana Ferrari de Oliveira, Simone Batista
Esse conjunto de ensaios acadêmicos (ou nem tanto) foi inspirado no programa debaRtendo, que tem o objetivo de popularizar a linguística aplicada e levar para dentro da academia questões da vida que nem sempre adentram os muros da ciência. Tensionando a distância entre as teorias e as práticas, os textos que aqui se encontram são diálogos com diversos episódios do debaRtendo nos quais alunas-es-os de pós-graduação de 3 IES brasileiras problematizam o cotidiano à luz da ciência.
SUMÁRIO Prefácio CAPÍTULO 1 Alcione Alves de Oliveira de Araújo Lugar de velho é onde ele quiser: repensando os termos da conversa sobre velhice CAPÍTULO 2 Eric Chen Sobre segurança alimentar e processos identitários; ou, comer, falar e ser CAPÍTULO 3 Lilian Alves Jandir Sobre(viver) sentindo a profissão de ensinar CAPÍTULO 4 Liliane Malta As emoções de ser professora e os afetos de ser pessoa: ensaio sobre um episódio do debaRtendo CAPÍTULO 5 Natália Pereira Vieira Tatiane Alves Pereira dos Santos Agência pedagógica: um olhar sobre as emoções e uma prática docente voltada para a esperança CAPÍTULO 6 Raiane Oliveira O discurso da normalidade CAPÍTULO 7 Maritsa Kantikas O trabalho simbólico e a visibilização do invisibilizado CAPÍTULO 8 João Victor Schmicheck Nayara Stefanie Mandarino Silva Dois acadêmicos walk into a bar: reflexões sobre o tempo, a produtividade e as relações dentro da academia CAPÍTULO 9 Bruna Scoralick Sousa Lisbôa Jamile Nascimento Silva Alves Matrix, Mito da Caverna e história única: debaRtendo reflexões decoloniais Sobre as organizadoras Sobre os autores e as autoras Índice remissivo

eBook gratuito disponível nas plataformas

Venda e distribuição nacional de livros impressos