Pimenta_Cultural-inclusao-educacao.jpg
Inclusão na educação profissional: estratégias de acesso, permanência e aprendizagem em um Instituto Federal de Educação.

Autora: Beatris Gattermann

Esta obra amplia problematizações acerca das políticas de inclusão de jovens na educação profissional desenvolvida nos Institutos Federais de Educação, bem como suas relações com os conceitos de governamentalidade, normação e normalização, tendo como referência os escritos de Michel Foucault. Apresenta uma série de elementos que dimensionam as contingências que estiveram no entorno da reforma da educação profissional no Brasil e a criação dos Institutos Federais de Educação. De modo geral, a inclusão aparece na obra como uma estratégia da governamentalidade, a qual age sobre cada indivíduo em particular: ao moldar as condutas; ao regular a forma de se produzir enquanto sujeito aprendente; ao normalizar o modo de aprender, ser e agir dos jovens. Inclusão como modo de gerir um a um para atingir o principal objetivo: o governo da população.

ISBN:

978-65-5939-125-7 (brochura)
978-65-5939-122-6 (eBook)

DOI: 10.31560/pimentacultural/2021. 226

Download gratuito da obra:

Pimenta Cultural - Google Books - Academia.edu

CAPÍTULOS:

Prefácio


Tramas iniciais


Capítulo 1
A Inclusão no contexto da Educação Profissional: ampliando a compreensão do conceito


1.1 Linhas e estratégias metodológicas


1.1.1 Documentos em foco: cenário internacional, inclusão, governamentalidade neoliberal e reformas da educação profissional no Brasil
1.1.2 Ressonâncias da política inclusiva na criação dos IFs e do IFFar: sobre os modos de captura dos jovens para educação profissional
1.1.3 Estratégias de inclusão e a gestão do risco: a não aprendizagem


1.2 Busca na literatura: delineando algumas possibilidades para a pesquisa


Capítulo 2
Inclusão, governamentalidade neoliberal e perspectivas para a reforma da educação profissional


2.1 Os IFs e as políticas de inclusão

Capítulo 3
Ressonâncias da política inclusiva na criação dos IFs e do IFFar: sobre os modos de captura dos jovens para educação profissional


3.1 Inclusão de jovens, educação profissional e a política de acesso
3.2 Investimento no gerenciamento da aprendizagem


Capítulo 4
Estratégias de inclusão e a gestão do risco da não aprendizagem


4.1 Da atuação profissional para a ação da pesquisa
4.2 Estratégias de produção e investimento na não aprendizagem

 

4.2.1 A produção da não aprendizagem
4.2.2 A produção do sujeito em situação de não aprendizagem no contexto do IFFar
4.3 A rede de expertise e a não aprendizagem


Tramando considerações


Referências


Sobre a autora


Índice remissivo