Controvérsias no processo de matriciamento entre saúde mental e  atenção básica

Autora: Marilia Martins de Araújo Reis

Falar de Matriciamento é falar da complexidade das construções coletivas e democráticas em Saúde. Este livro compreende um estudo de documentos do Ministério da Saúde e de referenciais acadêmicos  (materialidades)  sobre o Matriciamento entre Saúde Mental e Atenção Básica, enriquecido pelo relato de experiência de percursos formativos para a implantação do Apoio Matricial em município do Extremo-Sul baiano. Seguindo os atores na rede rizomática deste processo, buscou-se identificar possíveis controvérsias sob a ótica latouriana. 

ISBN:

978-65-88285-95-4 (eBook)
978-65-88285-94-7 (brochura)

DOI: 10.31560/pimentacultural/2020.954

Download gratuito da obra:

Pimenta Cultural - Dropbox - Academia.Edu - Google Books 

CAPITULOS:

Apresentação


Prefácio


Lista de tabelas, figuras, gráficos e quadros


Lista de abreviaturas


Capítulo 1
Introduzindo conceito e contexto


Capítulo 2
Relevância de estudos sobre Matriciamento no cenário atual do Brasil


Capítulo 3
Objetivos do percurso: dos fundamentos às controvérsias


Capítulo 4
Fundamentação teórica
4.1 Matriciamento: uma prática fundamentada em referenciais acadêmicos
4.2 Dificuldades e desafios para o Matriciamento: do cultural ao cotidiano do trabalho em rede
4.3 O Projeto Percursos Formativos da Raps e Engrenagens da Educação Permanente

4.4 Eunápolis e o Percursos Formativos da RAPS – uma breve descrição fundamentada em documentos


Capítulo 5
Desafios metodológicos para além da pesquisa documental: a Teoria Ator-Rede
5.1 Cartografia e Controvérsia – compreendendo o método da Cartografia das Controvérsias


Capítulo 6
Resultados: do Estudo Documental à Análise das Controvérsias
6.1 Um breve percurso do Matriciamento em documentos produzidos pelo Ministério da Saúde
6.2 Resultados relativos às ações matriciais, apresentados em materialidades do Projeto Percursos Formativos da Raps (PPF-RAPS)/ Projeto Engrenagens da Educação
Permanente (PEEP)


Capítulo 7
Discussão
7.1 Entrada cartográfica através PPF-RAPS/ PEEP – seguindo os atores na RAPS, do PPF-RAPS/ PEEP às ações de Matriciamento – um Relato de Experiência
7.2 A possível Controvérsia da especialidade/ disciplinaridade do cuidado em saúde mental – o “não papel” da Atenção Básica no cuidado psicossocial

7.3 A repentina “saída de cena” da gestão da Saúde Mental –seguindo actantes em uma rede rizomática permeada por relações de poder


Capítulo 8
Breves considerações de um percurso mais que formativo: Matriciamento, Materialidades e Controvérsias


Referências


Anexos
Anexo A - Ofício 35/ 2016 Carta Aberta da Comissão Executiva Raps e imagens de ações locais


Sobre a autora


Índice remissivo

@2012-2020 Pimenta Cultural

​São Paulo - SP

CNPJ: 17.033.353/0001-90

IE:  118.439.264.117