Pimenta-Cultural_Esteira-loucura.jpg
Na esteira da loucura: Colônia de Alienados Eduardo Ribeiro - Manaós/AM (1894 -1930)

Autora: Lidiane Álvares Mendes

A loucura como representação no espaço público e privado na Primeira República Brasileira na cidade de Manaus e a construção de instituições de tratamento, são apresentados nesta obra pela autora, através dos rastros das fontes documentais.

ISBN:

 

978-65-88192-09-2 (brochura)
978-65-5939-242-1 (eBook)

DOI: 10.31560/pimentacultural/2021.421

Download gratuito da obra:

Pimenta Cultural - Google Books - Academia.edu

Capítulos

Considerações iniciais


CAPÍTULO I
A urbe, os citadinos e os discursos de modernização


Povoação de Manaós


Reurbanização do espaço público: os discursos estabelecidos na construção da Colônia de Alienados Eduardo Ribeiro (1894-1930), Manaus/AM


Delimitação do Espaço Público


Lugar de louco é no hospício


Discursos alienistas: a construção da loucura na Terra Brasilis


CAPÍTULO II
Cenas Cotidianas: as representações da loucura nos periódicos manauaras


Práticas de leitura: o florescer da imprensa em Manaós


Medicina e imprensa


Cenas cotidianas: representações da loucura nos periódicos manauaras

CAPÍTULO III
Na esteira da loucura: representações femininas


Sob o sol da loucura


A encenação na construção da ala feminina


Na esteira da loucura: as possíveis causas da loucura feminina


A loucura na literatura


Considerações finais


Fontes Documentais


Referências Bibliográficas


Sobre a autora


Índice remissivo