Pimenta-Cultural_arte-literatura_digital
Arte e literatura na sociedade do espetáculo

Organizadores: André Cechinel, Rafael Rodrigo Mueller

A educadores e artistas deve caber mais uma vez o direito de (e a coragem para) errar. Sem o erro, não se recupera a capacidade de criar imagens para o desconhecido. A literatura é o terreno da dúvida, não das certezas, e a educação, o terreno em que se lida com o inacabamento. Sendo assim, por que tanto melindre em errar? Que os escritos deste livro fortaleçam dúvidas. Sem isso, não ressignificamos nada. 

Cristiano de Sales

ISBN:

978-65-88285-82-4 (eBook)
978-65-88285-81-7 (brochura)

DOI: 10.31560/pimentacultural/2020.824

Download gratuito da obra:

Pimenta Cultural - Dropbox - Academia.Edu - Google Books 

CAPÍTULOS:

Um prefácio para errar
Cristiano de Sales


Apresentação


PARTE I
ARTE ESPETACULAR


Capítulo 1
Imagens sob suspeita: por uma política do olhar na contemporaneidade
Ana Paula Freitas de Albuquerque


Capítulo 2
O espaço do negativo: arte e racionalidade a contrapelo da cultura
Cristiano José Steinmetz


Capítulo 3
O lugar da arte e da educação na lógica da produção espetacular
Talia Jeremias


Capítulo 4
Os usos políticos do vaporwave como expressão dialética do détournement situacionista
Cristiano José Steinmetz
Rafael Rodrigo Mueller
Talia Jeremias

PARTE II
LITERATURA E ESPETÁCULO


Capítulo 5

Refundar o espetáculo
Cristiano de Sales


Capítulo 6
Elaborar o desespero: a perda da esperança como potência em A paixão segundo G.H., de Clarice Lispector
Diego Rodrigo Ferraz


Capítulo 7
A crise da Bildung: instrumentalização literária nos processos formativos
Geisiane Gregório Verdieri


Capítulo 8
A crise da razão no romance Molloy, de Samuel Beckett
Raínne Fogaça da Silva


PARTE III
OUTRAS FORMAS


Capítulo 9
O amanhecer dos ídolos
Eduardo Subirats

Capítulo 10
O “ornamento da massa” de Kracauer e as protoformas do espetáculo debordiano
André Cechinel
Rafael Rodrigo Mueller


Capítulo 11
Do espetáculo ao poder simbólico: a herança marxista em Guy Debord e Pierre Bourdieu
Samuel Cardoso


Capítulo 12
A essência do trabalho em Gyorg Lukács e Álvaro Vieira Pinto
Rodrigo Homem Cardoso


Sobre os autores


Índice remissivo